Especulações sobre Jair Bolsonaro movimentam o dólar e logo as moedas no país

O resultado da eleição presidencial já era esperado. O próximo presidente do país se mostrava afrente nas pesquisas e agora sua posição foi consolidada. Apresentando-se como a opção mais liberal, a expectativa do mercado é positiva. Caso essa expectativa seja efetivada, veremos a valorização do Real frente ao Dólar. Isso torna a compra de criptomoedas no pais mais barata pois todos os ativos são referenciados em dólares.

A provável desvalorização do Dólar frente ao Real, junto com o cenário baixista no mercado cripto indica um bom momento de compra. Este ativo estará mais barato do que em cenários de dólar alto e/ou alta das criptomoedas.

Infelizmente a teoria nem sempre corresponde a realidade. Na abertura do pregão de hoje (29/10) o Dólar comercial estava cotado a 3,595 e teve fechamento a 3,705, alta de aproximadamente 3%. Isso deve ter ocorrido porque já era evidente a vitória de Bolsonaro. O qual apresentava grande margem de vantagem em recorrentes pesquisas eleitorais. Portanto, o mercado já poderia ter precificado e a movimentação de hoje seria uma correção do movimento de baixa.

O impacto para quem já possuí tokens é negativo. O dólar nos últimos 3 meses foi de 4,037 para 3,654, uma queda de aproximadamente 10% . Se a cotação de um Bitcoin em dólares, por exemplo, não mudasse nesse período, ele sofreria mesmo assim uma desvalorização dos mesmos 10%, caso vendido no Brasil.

De forma objetiva, investidores de criptoativos devem estar de olho nas movimentações do Dólar. E este depende do humor do mercado quanto a capacidade do futuro presidente aprovar as reformar pretendidas e estimular a economia. Um Dólar baixo é ótimo momento de compra e péssimo de venda. E da mesma forma, um dólar alto é um ótimo momento de realização de um investimento e péssimo para compra.



Assine a newsletter do Moeda

Receba semanalmente as mais relevantes notícias, análises e ICOs.