Para Joey Krug, a entrada de novos grandes players no ecossistema cripto e o aperfeiçoamento da rede do Bitcoin podem impulsionar uma nova — e extraordinária — onda de valorização dos criptoativos. 

Com um histórico impressionante de valorização, o Pantera Capital, em cinco anos, se tornou uma lenda do mundo cripto por ter alcançado valorização de 25.000% (nos tempos da alta do Bitcoin) e há poucos meses contabilizava crescimento histórico de 10.000% em cinco anos.

Considerado o maior fundo multimercados especializado em criptoativos dos Estados Unidos e administrando US$ 800 milhões, o Pantera Capital é um dos líderes de mercado e suas previsões costumam ter força de profecias.

Joey Krug, Chief Investiment Officer (CIO) do Pantera Capital, durante uma entrevista com a Bloomberg, fez a previsão de que a próxima alta poderá impulsionar o mercado de criptomoedas para mais de US $ 2 trilhões.

“Se você olhar para a próxima onda de valorização, acho que o espaço criptográfico em geral poderia chegar a 10x daqui.”

Observando que em ciclos de mercado anteriores a notícia de que grandes players do setor financeiro como Fidelity Investments e Intercontinental Exchange (ICE) estavam entrando no espaço das criptomoedas teria provocado um aumento nos investimentos especulativos, Krug disse que acredita que o mercado está aguardando adoção concreta para catalisar uma “bull run”.

Para que isso aconteça, continuou ele, as redes de criptomoedas precisarão aumentar a escalabilidade, já que o estado atual do desenvolvimento de blockchain de criptomoeda é semelhante à internet antes do acesso discado.

“Se você olhar para a internet, é fácil dizer: ‘Bem, basta criar um aplicativo, obter alguns usuários e então você resolver os problemas de escalabilidade’. Mas esses são todos mercados e, portanto, se você não tem escalabilidade, você não tem criadores de mercado e, portanto, não tem liquidez. ”

Duas dessas inovações para o Bitcoin, em particular, incluem as redes Lightning e Liquid. A Lightning Network (LN), que está atualmente em beta, é um protocolo de segunda camada que opera sobre o Bitcoin. Usando a linguagem de script integrada da rede, os usuários podem mover fundos “fora da cadeia” para os canais de pagamento do LN, onde as transações não exigem validação do minerador e, consequentemente, podem ser processadas instantaneamente praticamente sem custo.

A Liquid Network, por outro lado, é uma sidechain federada Bitcoin desenvolvida pela startup de blockchain Blockstream e voltada para as bolsas de criptomoedas, instituições financeiras e outros usuários de energia bitcoin que desejam mover grandes quantidades de bitcoin da forma mais rápida e privada possível na blockchain principal.

Essas tecnologias – assim como as de outros blockchains – ainda não estão prontas para o horário nobre, mas Krug disse que espera que algumas redes de criptomoedas atinjam a escala Visa / Mastercard nos próximos dois anos, embora isso não signifique necessariamente aguentar por tanto tempo.

Enquanto isso, ele disse acreditar que o mercado de criptomoedas atingiu um fundo e permanecerá no limite até que o próximo catalisador chegue.

O discurso de Krug está totalmente alinhado com a últimas entrevistas concedidas por pelo CEO do Pantera, Dan Morehead, que há em agosto previu que o Bitcoin chegaria a US$ 21 mil antes do final deste ano. É esperar (ou investir) para ver.  



Assine a newsletter do Moeda

Receba semanalmente as mais relevantes notícias, análises e ICOs.